quinta-feira, 10 de outubro de 2013

N'água

Mergulho, pois a água bate à boca.
Respirar já não dá.
Melhor deixar pernas por caldas, 
que me levem pra outro lugar.
Que me levem ao fundo desse mar.
Que me levem a encontrar a rainha, a guia,
a mãe que me fará filha.

Sob a imensidão encontro seu lar,
e me afogo frente ao seu altar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário