segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Canto em pranto a força de um ancestral

Hoje sou cavalo
de meus ancestrais.
Segui seus passos.
Na dança fui cavalo
guiado em escuridão.

Escuridão para clarear.
Sigo seus passos
e o meu caminho vêm iluminar.


Nenhum comentário:

Postar um comentário